Aumento da Sobretaxa de Combustível (BAF) nos Transportes Marítimos

A Direção da Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH) vem demostrar a sua preocupação com o aumento substancial da sobretaxa de combustível (BAF) que está a ser aplicada pelos armadores desde o início deste ano. O aumento deriva da entrada em vigor do IMO 2020, um conjunto de regras definidas pela International Maritime Organization (IMO) que determina um novo limite de enxofre no combustível marítimo, descendo dos atuais 3,5% de teor permitido, para 0,5% a nível global, e de 1% para 0,1% nas zonas de controlo das emissões de enxofre (ECA’s).

Com o referido aumento do BAF, o custo de transporte das mercadorias por via marítima do continente para os Açores vai sofrer um agravamento entre os 10% e os 17% por TEU (contentor marítimo de 20 pés).

Este agravamento do BAF está a provocar uma grande preocupação junto das empresas, pelo seu impacto nas atividades económicas regionais, e terá, inevitavelmente, repercussões no consumidor final.

Nesse sentido, a Direção reinvidica a necessidade imperiosa de alteração do modelo de transporte marítimo de mercadorias, no sentido de o tornar mais competitivo e com melhores preços, como a CCAH e a Câmara do Comércio e Indústria dos Açores (CCIA) têm vindo, ao longo do tempo, a propor.

Continuaremos a acompanhar este assunto com a maior preocupação, tendo a CCIA já solicitado à tutela a intervenção no sentido de aplicar medidas que minimizem o impacto nas empresas.