Cartão Terceira Pass para Turistas

A Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH) apresentou, ontem, 25 de Novembro, aos seus Associados, a iniciativa “Terceira Pass”. Direcionada aos turistas, o “Terceira Pass” consubstancia-se num cartão, que permite aos visitantes usufruir de diversas vantagens, nomeadamente entrada livre numa série de locais, cujo acesso é pago, bem como descontos no comércio local, e usufruto de um menu “Azores” que os restaurantes terão disponíveis, por um preço especial, com 25% de desconto.

Segundo disse o Presidente da CCAH na Sessão de ontem, que contou com mais de três dezenas de empresários do setor, pretende-se, com esta iniciativa, fazer “um pouco diferente do que tem sido feito na Região, envolvendo uma série de agentes, de forma simples e concertada, num passe único”. Assim, o Cartão “Terceira Pass” permitirá visitar livremente a igreja da Sé e Misericórdia, Convento São Gonçalo, Museu de Angra do Heroísmo, Convento de São Gonçalo, Palácio dos Capitães Generais ou Centro Interpretativo da Serra de Santa Bárbara. Dará, também, acesso aos mini bus que circulam em Angra do Heroísmo e Praia da Vitória. Além disso, dezenas de lojas do comércio local terão descontos especiais, e a restauração desenvolverá menus, à semelhança dos utilizados nos Festivais de Gastronomia da Ilha Terceira, com entrada, prato principal e sobremesa, por um preço único de 15€ para os detentores do cartão (20€ para público em geral).

A acompanhar o Cartão, que custará 27,5€ ou 29USDólares, os visitantes irão receber uma brochura, por via digital e física, com indicação dos locais de visita, bem como seus horários e dias de visita, lojas com descontos e restaurantes com menus. Pretende-se, assim, “potenciar as visitas aos monumentos e espaços culturais ou naturais, dando um passo em frente na Ilha na promoção conjunta dos locais, e permitindo às empresas comunicar diretamente com os turistas”, disse Sandro Paim. O projeto foi especialmente concebido para a operação proveniente de Boston, que arranca a 07 de Dezembro, e cujo representante da Yazores, operador turístico responsável pela mesma, indicou que, “em apenas um mês e meio foram vendidos todos os pacotes disponíveis”, cerca de 3.000. A operação decorre até 12 de maio e vai traduzir-se em cerca de 21.000 dormidas na Ilha, com um perfil de turista americano, com elevado poder de compra e propensão para gastar no destino.

Na Sessão de ontem, a Comissão de Turismo da CCAH aproveitou, ainda, para apresentar as primeiras conclusões do trabalho desenvolvido pela mesma e que se traduz num documento que está em fase final de preparação, e que inclui os pontos positivos, negativos, identificação de recursos e recomendações em cinco áreas consideradas fulcrais para o turismo local, nomeadamente a natureza, cultura, náutica, eventos, promoção e comunicação.

Receção no aeroporto a turistas espanhóis

Entretanto, a CCAH, em colaboração com a Associação Regional do Turismo (ART), irá receber, esta tarde, 26 de novembro, pelas 18h00, o primeiro charter da operação proveniente de Madrid, com cerca de 120 pessoas, no aeroporto das lajes, com diversas provas com produtos regionais, e distribuição de informação sobre as empresas locais e turística.