Um em cada 20 imóveis foi vendido a não residentes

No ano passado 1,1 em cada 20 imóveis transacionados no arquipélago dos Açores foi vendido a não residentes, num total de 322 imóveis.

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), em 2018 foram transacionados 5.811 imóveis nos Açores, dos quais 322 foram adquiridos por não residentes, ou seja, 5,5% dos imóveis transacionados nos Açores foram vendidos a não residentes.

Mesmo assim o peso das transações realizadas a não residentes aumentou de 2017 para 2018 no arquipélago, assim como o valor dos imóveis adquiridos por não residentes, face ao valor total dos imóveis transacionados.

Refira-se que em 2017 o valor total dos imóveis transacionados nos Açores foi de 248.197 milhões de euros, tendo no ano passado subido para 291,201 milhões de euros.

Deste valor total, o valor dos imóveis adquiridos por não residentes foi de 13,378 milhões de euros, tendo aumentado para 22,318 milhões de euros no ano passado.

Os dados do INE revelam ainda que no total do país 8,2% dos imóveis transacionados foram vendidos a não residentes, correspondendo a 13% do valor total transacionado, explicando que a classificação de não residente refere-se ao país de residência do comprador, o que pode não corresponder ao seu país de nacionalidade.

O INE acrescenta ainda que do total de 242.091 imóveis transacionados em Portugal no ano passado, 4,2% localizavam-se nos Açores, um valor muito abaixo de regiões do país como o Norte (29,8%), as regiões Centro (25,7%) ou a Área Metropolitana de Lisboa (25%).


Fonte: Açoriano Oriental