Recuperação dos prejuízos provocados pelo furacão Lorenzo (Comunicado CCIA)

O FÓRUM 2019 da Câmara do Comércio e Indútria dos Açores (CCIA) analisou, no último fim-de-semana, os impactos físicos do Furacão Lorenzo e os danos que causou a empresas, famílias e infraestruturas, com valores estimados que representam cerca de 20% de todo o orçamento de um ano da Região. Perante a dimensão da catástrofe, apenas um expressivo apoio externo evitaria impactos incomportáveis nas finanças regionais.

Neste contexto a Direção da CCIA congratula-se com o facto do Governo da República se comprometer a assumir 85% dos custos de recuperação dos prejuízos da catástrofe, avaliados em 330 milhões de euros.

Esta decisão, na sequência da apresentação que o Governo dos Açores fez ao Governo da República, é muito positiva para os Açores, libertando as finanças regionais de mais uma sobrecarga expressiva.


A Direção da CCIA sublinha a forma muito linear e clara que assumiu a solidariedade nacional para com a Região, realçando o trabalho dos dois governos.